fbpx

Carência ou Amor?

Para estar realmente pronta para um relacionamento você deve estar psicológica, emocional e socialmente preparada para receber o amor por completo.

amor

Carência ou Amor?

Ele nasceu em 1966, o único garoto em uma família de cinco. Seu pai foi morto, quando ele ainda era criança, em um tiroteio em sua loja. Ele e uma das irmãs presenciaram a morte do pai. Completou a faculdade de medicina e depois se especializou em neurocirurgia. Bipolar, inteligente, amoroso, exigente, educado. Bem-sucedido.

Ela, nasceu em 1978, filha de uma cirurgiã de renome mundial e cresceu à sua sombra. Sua mãe era profundamente imperfeita, emocional e verbalmente abusiva e negligente. Enquanto estava na faculdade, conflitos com a mãe levaram a questionar sua decisão de frequentar a faculdade de medicina.

Foi para Europa e permaneceu por meses, até ser chamada de volta para cuidar da mãe, que desenvolveu a doença de Alzheimer. Esta notícia a leva à decisão de finalizar a faculdade de medicina. Seu pai era alcoólatra. Inteligente, compassiva, trabalhadora e tem bons instintos médicos e um talento natural para a medicina. Toma atitudes inesperadas, insegura.

Ambos trabalhavam no mesmo hospital e se conheceram em um bar. Eles vencem vários obstáculos no trabalho e o relacionamento evoluiu com um sentimento verdadeiro de ambos os lados até que então ela declina em permanecer ao lado dele.

Após uma conversa ela afirma:

– Eu não estou pronta! 

Para estar realmente pronta para um relacionamento você deve estar psicologicamente, emocionalmente e socialmente preparada para receber o amor por completo.

Receber o Amor de alguém muitas vezes pode ser tão difícil quanto a entrega. A gente acaba se acostumando com relacionamentos abusivos, conflitantes e um novo Amor muitas vezes chega no meio de um turbilhão de emoções.

Também precisamos dar atenção às nossas cicatrizes emocionais do nosso histórico familiar que nos tornam incapazes de dedicar tempo e energia para sustentar uma relação.

Então, atenção: não confunda carência, impulso, desejo, com o momento ideal de iniciar um relacionamento.

Vale fazer algumas perguntas para si que ajudam a entender se você está realmente pronta:

1. Estou disposta a mudar minha rotina por causa de outra pessoa?

– Será que você está de fato disposta a abrir mão de sair com as amigas no sábado para estar ‘inteira’ no passeio com a família dele no domingo? 

2. Eu consigo ficar sozinha?

– Um relacionamento não pode ser baseado em dependência. 

3. Por que quero um relacionamento sério?

– Entenda suas expectativas e necessidades em relação a si e ao outro. 

4. O que posso oferecer ao meu parceiro?

– Um relacionamento é feito por duas pessoas, portanto as duas têm que estar dispostas a dar na mesma medida em que recebem.  

5. Estou vivendo um bom momento?

– É válido fazer uma análise completa para ter certeza de que não está buscando um parceiro porque quer alguém com quem dividir problemas. 

6. Como está sua autoestima?

– Entrar em um relacionamento só porque a autoestima está baixa pode ser um perigo. 

7. Tenho consciência de como foram meus relacionamentos anteriores?

– Todo relacionamento tem padrões de comportamento. Saber o que deu certo e o que não deu com um parceiro anterior é o primeiro passo para ficar atenta ao seu comportamento e assim não repetir erros do passado. 

8. O que quero para minha vida nos próximos anos?

– Um relacionamento pode e deve ser pensado no longo prazo. Quanto mais alinhados e bem definidos os planos em todas as áreas da vida, maiores assim serão as chances do relacionamento decolar. 

O casal faz parte da ficção, mas poderia ser real. Eles estão na série Grey’s Anatomy exibido no Brasil através da Netflix. Ela procurou ajuda porque o amava e depois de um longo período distantes, resolveu suas questões do passado e casaram-se com o desafio de melhorarem a cada dia e entregarem o seu melhor para a relação, o que foi um grande desafio, e o que pra mim é tema de outro artigo.

Ercília Canali
http://www.erciliacanali.com.br/

Confira também: Como saber se você está em um relacionamento abusivo

 

Ercilia Canali é mulher, mãe, amiga, filha, divorciada, amante da natureza e mesa de café da manhã bem montada na delicadeza dos detalhes. Coach de Relacionamento, especialista em conduzir a mulher a superar a infidelidade, o divórcio, dependência emocional, medo, solidão, e dificuldade de se relacionar. Certificada Professional Coaching, Self Coaching e Coaching Generativo, pelo Centro Nacional de Coaching – Cenacoaching; Practitioner SOAR – Soar Advanced Certification Program Presential, – Analista Comportamental, em Flórida Christian University – FCU (USA); Practitioner PNL – Programação Neurolinguística, pelo Centro Nacional de Coaching – Cenacoaching; Criadora do Programa de Atendimento Percurso Afetivo, – metodologia de Coaching específica para mulheres; Idealizadora e Facilitadora do Círculo Afetivo, – encontro de mulheres com compromisso umas com as outras de apoio, respeito, escuta e conexão; Pós-graduação em Gestão e Desenvolvimento de Consultoria Interna em Recursos Humanos pela Fundação Armando Álvares Penteado – FAAP; Graduada em Serviço Social pelas Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU; Membro do Grupo de Estudo e Trabalho dos Profissionais de Recursos Humanos das Agências de Publicidade de São Paulo; Colunista em Portal de Desenvolvimento Humano e de Revista de Liderança; Mais de 30 anos dedicados a área de gestão de Recursos Humanos.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa