fbpx

Caminhando em Mindfulness

Quando falamos em Mindfulness, normalmente as pessoas imaginam uma pessoa sentada em posição de lotus, uma vareta de incenso, um sino, além de um cenário já visto em...

557 0
557 0

Quando falamos em Mindfulness, normalmente as pessoas imaginam uma pessoa sentada em posição de lotus, uma vareta de incenso, um sino, além de um cenário já visto em algum filme com Monges.

Isto pode ser verdade no todo ou em parte, mas na realidade, Mindfulness é um estado de espírito, um modo de viver, que pode ser praticado através da meditação, em qualquer lugar, desde sentados como descrito acima, como caminhando em qualquer avenida do mundo ou, até mesmo, fazendo uma refeição, lavando o carro ou pintando uma cerca como Daniel aprendeu com Senhor Miyagi no filme Karate Kid. Mindfulness é estar presente no aqui e agora.

Pessoalmente, costumo reservar um período no início do dia, para sair caminhando pelo meu bairro sem um rumo definido; saio simplesmente a caminhar. Adoro fazer esse tipo de passeio, sem nenhum objetivo em mente, e ele nunca deixa de produzir pequenas (e às vezes grandes) surpresas e prazeres. No outro dia eu estava vagando no meu bairro, quando em uma praça, atraído por um canto diferente de um pássaro, descobri um ninho com alguns ovos e a sua mamãe cuidando com bastante atenção para que as novas vidas nascessem em segurança.

Essa imagem ficou comigo por um tempo. E isso nunca deixa de me fazer sorrir em agradecimento pela criança que renasceu em mim.

Faço estas caminhadas em meu bairro, mas também já as fiz em ruas e avenidas de diversas cidades, independentemente se são movimentadas ou não. Detalhes e novidades podem ser encontrados em qualquer lugar em que estivermos, basta estarmos presentes naquele momento e não caminhando com a cabeça vagando entre passado e futuro.

Estas caminhadas sem destino são excelentes exercícios de meditação, pois simplesmente caminho sem me preocupar com o ontem ou com o amanhã, apenas vivendo o momento presente, sentindo os aromas, a brisa, os sons e as grandes descobertas. Trata-se de apenas perceber uma coisa após a outra. É um período para não levar as coisas muito a sério e com isto nós nos divertimos e nos preparamos para as atividades do novo dia.

O poeta francês Baudelaire dizia que passear no meio do caleidoscópio da vida cotidiana, encontra “o atemporal no transitório”. Vinculados a um propósito, o que passa diante de seus olhos – e entra através de outros sentidos – pode ser apreciado no local simplesmente por estar ali.

Quando caminhamos despreocupadamente, vivendo apenas o momento presente, sua mente tende a aproveitar aquele momento para que os planos e os problemas iminentes possam ser resolvidos. Você pode pensar que, se você não os abordar mentalmente, eles não serão cuidados, ou se você pensar neles o suficiente, você pode fazê-los desaparecer. Tente não agir assim.

Quando isto ocorrer, tenha consciência de que isto está acontecendo, mas que neste momento a sua intenção é apenas desfrutar a caminhada. Para afastar este redemoinho mental, apenas preste atenção na sua respiração, no ar que entra e sai de suas narinas. Apenas isso.

Adotei algumas práticas que você poderá seguir, pois tenho certeza que são eficientes, afinal eu as uso há quase duas décadas:

1. Não tenha pressa

Muitas vezes, influenciados pela correria do mundo moderno, começamos a andar mais rapidamente. Pare! Respire 3 vezes profundamente e retorne à sua caminhada sem pressa e sem preocupações.

2. Sinta cada passo

Seu corpo sempre está no presente, enquanto seu cérebro pode viajar longe de onde você está. Observe cada pé ao tocar o chão, levantar e se preparar para o próximo passo. Observe a sensação do contato do ar na sua pele. Não há necessidade de fazer nada grandioso, apenas observe.

3. Saboreie o momento

Dê atenção total ao que estiver fazendo. Se estiver apenas caminhando, saboreie a caminhada. Se encontrar um ninho de passarinho viva aquele momento mágico. Esteja sempre no aqui e agora.

4. Relaxe e descanse

Esqueça planilhas, prazos ou cronogramas, apenas caminhe tendo contato com aquele momento. Veja o mundo com gratidão e curiosidade. Faça descobertas. Alimente-se sensorialmente de coisas belas. Elas existem, descubra-as em uma simples caminhada pelo seu bairro.

5. E se estiver difícil fazer tudo isto?

Se achar que não consegue e que está difícil colocar em prática estas dicas, apenas sente em um local sossegado, feche os olhos e inspire e expire várias vezes profundamente. Foque a sua atenção apenas no ato de respirar. Fique um tempo apenas com atenção na sua respiração e em poucos minutos a sua mente acalma e você poderá reiniciar a prática do Mindfulness.

Isto funciona como se fosse um botão RESET.

Termine a sua caminhada e inicie o seu novo dia com sua mente completamente revigorada e consequentemente muito mais produtiva.

Cleyson Dellcorso tem formação em engenharia e filosofia e suas atividades estão relacionadas ao Coaching Profissional e Pessoal, além de atuar com Coaching de Casais. Seus atendimentos têm embasamento em uma metodologia própria com fundamentação filosófico / dialógico. Possui MBA pela UCLA (EUA), com foco em gestão de pessoas, é especialista em liderança pelo Haggai Advanced Leadership Institute (Singapura) e instrutor do mesmo instituto. É professor de liderança e motivação no curso de pós-graduação em gestão de projetos (PMI) do Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada do grupo IBMEC. Atua como Coach desde 2003 e foi um dos primeiros a se especializar no atendimento a Gerentes de Projetos. É diretor do INSTITUTO DE COACHING MAIÊUTICA desde 1999 e tem como área de interesse o estudo das Inteligências – Emocional e Espiritual. Cleyson Dellcorso é casado, tem três filhos e um neto e tem como hobbies – radioamadorismo, velejar e mergulhar.
follow me
Neste artigo
Cleyson Dellcorso tem formação em engenharia e filosofia e suas atividades estão relacionadas ao Coaching Profissional e Pessoal, além de atuar com Coaching de Casais. Seus atendimentos têm embasamento em uma metodologia própria com fundamentação filosófico / dialógico. Possui MBA pela UCLA (EUA), com foco em gestão de pessoas, é especialista em liderança pelo Haggai Advanced Leadership Institute (Singapura) e instrutor do mesmo instituto. É professor de liderança e motivação no curso de pós-graduação em gestão de projetos (PMI) do Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada do grupo IBMEC. Atua como Coach desde 2003 e foi um dos primeiros a se especializar no atendimento a Gerentes de Projetos. É diretor do INSTITUTO DE COACHING MAIÊUTICA desde 1999 e tem como área de interesse o estudo das Inteligências – Emocional e Espiritual. Cleyson Dellcorso é casado, tem três filhos e um neto e tem como hobbies – radioamadorismo, velejar e mergulhar.
follow me

 

Confira abaixo suas publicações:


Participe da Conversa


Loading cart ...