Anúncios

Automotivação em home office

Hoje em dia muitos profissionais têm se beneficiado do home office, mas junto a uma série de vantagens encontram dificuldade na automotivação para manterem-se focados em suas atividades. Conheça 6 dicas para dar um gás na sua motivação!

Atualmente muitos profissionais estão se beneficiando do home office, mas junto a uma série de vantagens encontram dificuldade na automotivação para manterem-se focados em suas atividades.

A falta de motivação é tão presente que alguns chegam a sentir saudades do velho estilo de escritório, como o cafezinho e os inevitáveis colegas que parecem não ter outra atividade a não ser fazer bullying conosco quando nosso time perde no futebol do fim de semana.

Como Coach atendo alguns profissionais que prestam serviços para empresas localizadas em outros países, alguns são os únicos funcionários residentes no Brasil, o que os obriga a exercer apenas o tele trabalho e buscarem a automotivação para que possam atuar com eficiência.

Antes de falar sobre a automotivação quero compartilhar algo que observei nas pessoas que atuam remotamente com muitíssimo sucesso: todas sem exceção têm disciplina e utilizam o tempo que passariam em locomoção para ler um livro e ampliar o seu conhecimento. Nada mais lógico, se não estão dirigindo no transito caótico das grandes cidades, aproveitam o tempo com um bom livro e um período para meditação.

Como parte da minha semana eu atuo em home office, quero agora compartilhar o que faço para me manter automotivado:

  1. Saia de casa ao menos uma vez ao dia para uma caminhada de dez minutos pelo bairro. Aproveite para conversar com as pessoas, cumprimente os desconhecidos e estabeleça relacionamentos não profissionais com as pessoas comuns que encontramos no dia a dia. Não faça um trajeto padrão, mude a cada dia o seu roteiro. Mesmo que resolva trabalhar em um café, tire um tempo para você, longe do ambiente escolhido para trabalhar. Caminhe descontraidamente e veja o movimento das ruas. Lembre-se, estes dez minutos serão amplamente recompensados no decorrer do dia.
  2. Para mim, o período após o almoço é o mais difícil. A tendência para ler as notícias já lidas pela manhã ou navegar pelas mídias sociais é muito grande, resista! Acredite em mim, isto passa! Minha sugestão é ligar para um amigo ou parente com quem não tem falado recentemente. Se ligar para um parente distante, certamente o fará feliz, não use a Internet para isso, desconecte-se um pouco.
  3. Eu mantenho ao meu lado uma folha de papel onde anoto no final do dia anterior todos as atividades programadas para o próximo dia e o tempo previsto para realizar cada uma delas. Escrevo esta lista à mão e vou marcando as tarefas concluídas, uma a uma. Sim, eu conheço e uso um aplicativo para agenda ou os famosos “to do”, mas escrever à mão é uma senha para meu cérebro que eu estou no controle.
  4. Como gosto muito de música, trabalho o tempo todo com uma trilha de fundo e para tanto tenho algumas playlists que utilizo conforme o humor e o período do dia. Pela manhã música clássica, preferivelmente sinfonias. Ao longo do dia vou migrando para Clássicos Épicos e depois o Jazz que tanto gosto, terminando o expediente com o bom e velho blues. Sugiro que se a música não atrapalhar a sua concentração, faça o mesmo. Crie sua própria seleção musical e veja como ajuda ter boa música ambiente.
  5. Trabalhe com aquilo que lhe dá prazer. Para mim, isto é muito importante. Não sei se suportaria fazer algo que me desagradasse em uma empresa formal, mas posso imaginar o suplício que seria se o fizesse entre quatro paredes, sozinho em minha casa.
  6. Quando começamos a trabalhar em home office, uma das maiores dificuldades é a própria família até que se acostumem com a nova rotina. Não deixe que o “jaque” atrapalhe você…. “Jaque” você está em casa, pode me ajudar nisto? ” Assassine o “Jaque”, você terá o perdão eterno, acredite!

Eu utilizo estas dicas para o meu home office, tanto para me motivar, quanto para me precaver, mas quero confidenciar uma coisa que, assim como eu, dificilmente você terá sucesso: fazer com que as pessoas próximas, de mais idade, entendam que você tem um trabalho e não é um boa vida, apenas trabalha remotamente, descontraidamente e em sua própria casa.

Cleyson Dellcorso tem formação em engenharia e filosofia e suas atividades estão relacionadas ao Coaching Profissional e Pessoal, além de atuar com Coaching de Casais. Seus atendimentos têm embasamento em uma metodologia própria com fundamentação filosófico / dialógico. Possui MBA pela UCLA (EUA), com foco em gestão de pessoas, é especialista em liderança pelo Haggai Advanced Leadership Institute (Singapura) e instrutor do mesmo instituto. É professor de liderança e motivação no curso de pós-graduação em gestão de projetos (PMI) do Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada do grupo IBMEC. Atua como Coach desde 2003 e foi um dos primeiros a se especializar no atendimento a Gerentes de Projetos. É diretor do INSTITUTO DE COACHING MAIÊUTICA desde 1999 e tem como área de interesse o estudo das Inteligências – Emocional e Espiritual. Cleyson Dellcorso é casado, tem três filhos e um neto e tem como hobbies – radioamadorismo, velejar e mergulhar.
follow me
Anúncios
Neste artigo


Participe da Conversa