fbpx

Autoconfiança: em que nível está a sua?

Ter autoconfiança é ter fé em si mesmo e acreditar no próprio taco, sem se preocupar com a jogada do adversário. Em que nível está a sua?

autoconfiança

Autoconfiança: em que nível está a sua?

Inicio este texto com uma provocação: se você é uma pessoa que não confia em si mesma, quem irá confiar?

A autoconfiança é uma característica encontrada em pessoas bem-sucedidas, vencedoras em suas respectivas áreas de atuação e persistentes o suficiente para não desistirem de seus sonhos. Ela caminha de mãos dadas com uma autoestima que dispensa a necessidade de elogios ou reconhecimento de outras pessoas pelos seus feitos, pelo simples fato de gostar profundamente de si mesma.

Resumindo: o próprio termo já entrega a definição do seu significado, que é confiar em si mesmo. Ao confiar no seu potencial e, principalmente, no das outras pessoas, fará, consequentemente, com que elas também confiem mais em você.

Autoconfiança é acreditar na sua:

  • Capacidade de realização;
  • Inteligência;
  • Capacidade de adquirir recursos necessários para empreender e realizar o que deseja;
  • Força e coragem para enfrentar qualquer adversidade;
  • Firmeza para cuidar das suas feridas, de seguir adiante depois de uma adversidade, de se levantar após cada tombo que tomou.

Vale lembrar o trecho da música de Paulo Vanzolini, que diz “levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”, ilustrando pontualmente esta típica postura de uma pessoa autoconfiante.

Ter autoconfiança é ter fé em si mesmo e acreditar no próprio taco, sem se preocupar com a jogada do adversário. A esperança lhe é familiar e companheira constante, a ponto de ultrapassar limites, de persistir, de não ficar satisfeito enquanto a meta não for atingida.

Há um pensamento atribuído a Henry Ford, que diz: “Se você acredita que pode ou acredita que não pode, em ambos os casos está certo”. Quem tem autoconfiança acredita que pode, planeja, estuda estratégias, busca ajuda (quando necessário) e parte para a ação. Tem a ver com segurar as rédeas da própria vida e direcioná-la para a direção certa, como uma bússola que aponta sua seta sempre na mesma direção, mantendo os valores e princípios adotados.

É fácil identificar alguém que tenha autoconfiança não só por suas ações, mas também por sua fala. É comum ouvi-lo dizer: “eu posso”, “eu quero”, “eu consigo”, sem procurar desculpas para justificar eventuais falhas, atrasos ou se suas tentativas não saírem como o planejado. Uma característica marcante de pessoas autoconfiantes é a de saber o que quer, ter seus objetivos muito claros, pois reconhece que se não sabe para onde ir, qualquer caminho serve.

Uma pessoa dotada de autoconfiança não “espera acontecer”: elas fazem acontecer, com proatividade, entusiasmo e a vitalidade precisa para inspirar o próximo para as mesmas causas que as que defende. Ele estuda, aprende, faz cursos, busca conhecimentos e tem a sensibilidade de absorver e tirar proveito dos próprios erros. Para este perfil, não importa quantas vezes ele caia; mas quantas vezes volta a se levantar. Ele é dotado de humildade e consciência para reconhecer isso e sente prazer em adquirir novos saberes, ler, estudar e brincar, sentindo-se vivo e ativo.

A flexibilidade é sua aliada ao acompanhar as mudanças do seu tempo, adaptar-se e compreender que o que deu certo no passado pode não assegurar o sucesso do futuro; por esta razão, adapta-se e acompanha as mudanças externas (e as de si mesma também).

Mais do que isso: ele não pensa só em si já que reconhece a importância de contribuir com o meio, com o sistema, com as outras pessoas (em especial as mais simples) por meio de trabalhos voluntários, é grata pela graça da vida, vive em harmonia com a natureza, com seus pares, com seus subordinados ou seus superiores, com as pessoas que fazem parte da sua vida.

Ao finalizar esse texto, se você observar atentamente, estou falando de você e desse dom que você tem ou poderá desenvolver! Isso tudo exige apenas uma decisão: você tem ou não tem autoestima? Se positivo, parabéns, você é uma pessoa bem-sucedida e feliz! Mas se não, o que está esperando?

Reinaldo Passadori
https://www.passadori.com.br/

Confira também: Falar com ou falar para?

Reinaldo Passadori é fundador, palestrante e CEO da Passadori Educação e Comunicação, especialista em comunicação e mestre em neuromarketing pela FCU – Florida Christian University. É idealizador e apresentador do programa Comunicação Executiva, no qual promove entrevistas e debates do mundo corporativo. Com 33 anos de história formou mais de 100.000 pessoas na habilidade da comunicação verbal, não verbal e liderança. É Autor dos livros Comunicação Essencial, As 7 Dimensões da Comunicação Verbal, Media Training e Quem Não Comunica, Não Lidera.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa