fbpx

As 7 Armadilhas que travam a tua Vida (parte III)

Confira mais uma das armadilhas que travam sua vida e te impedem de tomar novos rumos em busca de uma vida mais feliz e com propósito: Medo do Futuro - Viver Ansioso.

medo do futuro

Dando continuidade então à parte I (veja aqui) e à parte II (veja aqui) deste artigo, segue mais uma das armadilhas que travam a sua vida e te impedem de tomar novos rumos em busca de uma vida mais feliz e com propósito. Desta vez vamos falar do Medo do Futuro – Viver Ansioso.

Armadilha 3 – Medo do Futuro – Viver Ansioso

O futuro também não existe no agora. Ainda será. A mesma coisa de ficar preso ao passado é ficar preso no futuro, cheio de ansiedades, de medos. Esta atitude nos leva assim a fugir do presente e pode até mesmo nos tornar irresponsáveis pelo que está acontecendo.

O medo do futuro, do amanhã, nos torna ansiosos. A ansiedade é uma característica do ser humano, que antecede momentos de perigo real ou imaginário, marcada por sensações corporais desagradáveis, tais como uma sensação de vazio no estômago, coração batendo rápido, medo intenso e outras alterações associadas à disfunção do sistema nervoso.

Ter medo do futuro provoca ansiedade e esta faz com que a pessoa perca uma boa parte de sua autoestima, ou seja, ela deixa de fazer certas coisas porque se julga incapaz de realizá-las. Dessa forma, o termo ansiedade está relacionado à palavra medo, sendo assim a pessoa passa a ter medo de errar quando da realização de diferentes tarefas, sem mesmo chegar a tentar.

O medo do futuro, que nos torna ansiosos, é a terceira armadilha que trava nossos bons propósitos, dificultando o acesso a uma vida mais feliz. Deixamos de viver o presente, que é o inestimável presente que a Vida nos proporciona. A razão pela qual nós sofremos é o desejo fora de hora, o hábito de estar sempre querendo antecipar o futuro, querendo mais e mais, ou de estar relembrando o passado, sem nunca aproveitar o momento presente.

medo do futuro

Entenda mais da Armadilha 3

Se nunca estamos satisfeitos com o momento de agora, estamos sempre querendo alguma outra coisa. Essa é a principal causa do sofrimento. Se estivermos presentes, vivendo completamente o momento, então não haveria “querer” e “não querer”.  Estaríamos em plenitude.

Apagar um desejo, nesse sentido, significa libertá-lo. Quando abandonamos o apego ao “eu quero” e “eu não quero”, nossa vida entra em equilíbrio. Estamos, finalmente, livres.

Não precisa apagar os seus desejos, porque eles são uma motivação necessária para a vida. Apenas desapegue-se de estar sempre querendo algo mais e deixando de viver o momento presente, deixando de viver a Vida.

Marcos Wunderlich
https://holos.org.br

Confira também:
As 7 Armadilhas que travam a tua Vida (parte I)
As 7 Armadilhas que travam a tua Vida (parte II)

Marcos Wunderlich é Empresário e Presidente Executivo do Instituto Holos. Pioneiro do Coaching e Mentoring no Brasil, é referência nacional em Formação e Instrumentação de Mentores e Coaches no Brasil com abordagem holossistêmica e complexa, tem mais de 30 anos de experiência profissional. Consultor, palestrante, Master Coach e Mentor de Executivos. Mentalizador do Sistema ISOR® um conjunto instrumental científico-pedagógico de Desenvolvimento de Pessoas e Organizações com base na moderna ciência e neurociência, na milenar sabedoria humana e nas inovações da administração. Filiado ao ICF – International Coach Federation. Consultor CMC – Certified Management Consultant credenciado pelo IBCO – Instituto Brasileiro de Consultores de Organização em convênio com o ICMCI – International Council of Management Consulting Institutes. Formado e pós-graduado na área tecnológica, tem várias formações no campo da Gestão e Humanidades,
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa