Anúncios

Aprender mindfulness é muito mais do que aprender a meditar

A meditação é a principal fonte geradora de aprendizado e transformação dos programas de mindfulness, mas não é para aprender a meditar que são aplicados.

Existem inúmeros programas e protocolos baseados em mindfulness indicados para diversos fins, como: depressão, ansiedade, dor crônica, adicção, transtornos alimentares, entre outros.

O conteúdo programático de cada um dos programas baseados em mindfulness pode variar conforme essas indicações, porém, há um fator que está presente em todos eles: a prática meditativa.

A prática da meditação de atenção plena é a principal fonte geradora de aprendizado e transformação dos programas baseados em mindfulness, mas não é para aprender a meditar que os programas são aplicados.

Boa parte dos protocolos de mindfulness é resultado de estudos e pesquisas científicas, e tem uma estrutura que possibilita o treinamento de algumas habilidades e atitudes mentais, e isso sim é o objetivo principal dos programas, desenvolver habilidades que tragam mais consciência e menos reatividade no dia a dia das pessoas.

E então, o que é Mindfulness?

Mindfulness é um estado mental inerente ao ser humano, e algumas atitudes mentais também fazem parte do contexto de mindfulness, como: atitudes de abertura, curiosidade e não julgamento.

Esse estado mental possibilita que o indivíduo viva de maneira mais presente e menos distraída, saindo do que é chamado de piloto automático, apresentando assim, menos reatividade e escolhas mais saudáveis e conscientes na vida.

Isso tudo pode ser treinado, e é aí que entram as práticas meditativas formais e informais dos programas de mindfulness.

É por meio das práticas atencionais que desenvolvemos as habilidades e atitudes mindfulness, ou seja, são práticas meditativas específicas, com foco voltado à atenção.

Resumindo, as práticas meditativas atencionais são os principais recursos dos programas baseados em mindfulness que visam o desenvolvimento do estado mental de atenção plena e suas atitudes mentais relacionadas.

E o objetivo principal dos programas e protocolos de mindfulness não é ensinar a meditar, mas sim, desenvolver o estado mental de atenção plena para que no dia a dia e diante das diversas situações e acontecimentos cotidianos, o ser humano possa gerenciar melhor o estresse, fazer melhores escolhas e ter mais qualidade de vida.

Sílvia Cavalaro tem 7 anos de experiência como profissional de Comunicação e Marketing, e 9 anos de experiência na área de Desenvolvimento Humano. Coach especializada em Direcionamento e Desenvolvimento de Carreira, Consultora em parceria com Sher Consultoria e Treinamento, Analista Comportamental pela Universidade Quantum Assessment, Instrutora de Mindfulness pela UNIFESP atuando em parceria com Centro Paulista de Mindfulness. Formação acadêmica em Comunicação Social pela Universidade Paulista e especialização em Marketing de Serviços pela Fundação Armando Álvares Penteado. Criadora do Programa Carreira e Vida com foco em direcionamento de carreira. O programa é fundamentado em três pilares principais: Qualidade de Vida, Carreira com sentido/propósito e Clareza para escolhas conscientes e sustentáveis.
follow me
Anúncios
Neste artigo


Participe da Conversa