fbpx

Ansiedade e Mundo Atual – Dicas para viver melhor

Depressão, Síndrome do Pânico, Transtorno de Ansiedade Generalizada... O que podemos fazer para manter a nossa ansiedade sob controle e em níveis saudáveis?

ansiedade sob controle

Ansiedade e Mundo Atual – Dicas para manter sob controle e viver melhor

Em cada dez pacientes que chegam ao meu consultório, oito apresentam alguma síndrome causada pela Ansiedade, seja Depressão, Síndrome do Pânico, Transtorno de Ansiedade Generalizada, entre outras.

A ansiedade natural nos impulsiona para a vida, nos faz assumir desafios, mas os dados estatísticos são preocupantes e continuam apontando tendência ao aumento dos índices além do normal. Embora muito se têm falado, a conscientização ainda se faz necessária.

Verifico que quando as pessoas procuram tratamento em estágios leves, podemos reverter o quadro com Psicoterapia para o autoconhecimento e exercícios respiratórios, mas quando os sintomas já estão agravados, é necessário associar a intervenção medicamentosa para evitar maior sofrimento e angústia.

Os sintomas mais agravados são incapacitantes, geram muitas vezes o afastamento do trabalho até que seja alcançado um novo equilíbrio.

Mas o que podemos fazer para manter a nossa ansiedade sob controle e em níveis saudáveis?

Aqui vão algumas dicas:

1. Ter um Sentido de Vida

Ter em mente qual é o seu propósito de vida, aquilo que te direciona na sua essência, apoiado nos seus valores e crenças, dos quais você não abre mão.

Observa-se que muitas vezes as pessoas se espelham nos outros, até em grandes astros ou famosos, e nos bens que possuem, mas sem ter definido a própria essência, e isso acaba lhe trazendo um vazio.

Descubra o que realmente deseja alcançar, muito mais do que “Ter” e sim o “Ser”.

2. Ter Otimismo para a Vida

Com entusiasmo para a vida, bom humor e criatividade, você encontra saída para as dificuldades. Em outras palavras, ver o lado bom da vida e seus desafios nos faz crescer.

Um otimismo que se apoie em análise de fatos e evidências, sem ficar envolvido numa cortina de pessimismo e desmotivado, pois isso não lhe trará luz no fim do túnel.

3. Viver o presente

O momento presente é onde se vive a realidade, e nele usamos o aprendizado do passado, acertos e erros, e se planeja o futuro.

Assim, prestar atenção no aqui e agora, no tempo em que a vida pulsa, sem sofrer pelo que passou e pelo que virá, cria um senso de realidade para se viver com menos angústia.

4. Evitar pensamentos disfuncionais

Os pensamentos repetitivos e automáticos, onde você vê o fracasso de suas atitudes, ou presume julgamento dos outros, podem ser monitorados e alterados. Preste atenção neles, então se pergunte se são reais ou imaginários.

Esses pensamentos acionam sentimentos e afetam a sua autoestima, gerando outros pensamentos ou comportamentos disfuncionais, como um redemoinho, elevando sua ansiedade. Procure interrompê-los e modificá-los e assim viver melhor consigo mesmo.

5. Praticar atividades físicas

Geralmente quando falamos de atividades físicas as pessoas associam a “ir para academia”, mas você pode escolher o que quiser, pode ser: correr, andar, nadar, yoga, meditação, dançar, kung fu, ou seja, qualquer atividade que exercite seu organismo e lhe seja prazerosa.

Ativar corpo e mente estimula o nosso organismo que aciona os hormônios que trazem bem-estar, e assim podemos eliminar o estresse diário ao qual somos submetidos.

6. Buscar autoconhecimento

Cada vez se torna mais necessário conhecer os próprios limites. Uma forma de alcançar isso é através do autoconhecimento.

Em tempos passados, buscar ajuda de Psicólogo ou Psiquiatra era “coisa de louco”. Hoje é uma questão de manter a sanidade, mesmo porque o acesso se tornou mais fácil.

Fico feliz quando meus pacientes relatam que comentaram com amigos, parentes e até em entrevistas de recolocação que estão em atendimento, como uma forma de lidar com as adversidades e se manterem saudáveis.

O fato real é que existe uma demanda neste mundo pós-moderno que torna necessário manter o equilíbrio físico e emocional.

Voltamos ao velho e sábio Charles Darwin “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”.

Embora dita no século dezoito, a frase ainda se mantém apropriada para a realidade da existência humana.

Seja você a diferença da sua vida, mantenha a sua ansiedade sob controle e viva melhor e mais feliz.

Natalia Marques
Psicóloga, Coach e Palestrante
http://www.nataliamantunes.com.br/

Confira também: Resoluções para o Novo Ano

 

Natalia Marques é Psicóloga Clínica, Coach e Palestrante. Formada em Psicologia pela FMU (1981) e em Coaching/ Mentoring Life & Self-Instituto Holos, possui pós-graduação em Recursos Humanos pela FECAP. Tem curso de Meditação Chan do Templo Zu Lai em Cotia. Como Psicóloga Clínica realiza atendimento Psicoterápico de base Psicanalítica, trabalha os sintomas de Estresse, Ansiedade, Depressão, Fobias, Síndrome do Pânico, Síndrome de Burnout, Conflitos Pessoais e Profissionais. É Coach de Desenvolvimento Pessoal, ajuda pessoas a atingirem seus objetivos e metas pessoais e profissionais, para se tornarem mais felizes. Especialista em Saúde Organizacional e Ocupacional, atua ainda como palestrante em temas de saúde, resiliência, trabalho, carreira e pós carreira. Associada da ABRH, ISMA Brasil e SOBRARE. É coautora no livro “Planejamento Estratégico para a Vida”, onde trata o tema da “Resiliência”.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa