fbpx

Amor eterno existe?

Estamos acostumados a ver grandes histórias de amor eterno e nos sentimos desiludidos quando se trata do mundo real.

amor eterno existe?

Estamos acostumados a ver grandes histórias de amor eterno e nos sentimos desiludidos quando se trata do mundo real

“Noah está desesperadamente apaixonado por Allie. Seu Amor é correspondido, Allie não consegue deixar de incluir Noah em seus dias. Os pais de Allie não aprovam o relacionamento, e o fato de Noah ter partido para a Segunda Guerra parece pôr fim ao romance. 

 

Noah escreve todos os dias para Allie esperando uma resposta, que nunca veio, pois as cartas nunca chagaram às mãos de Allie. Noah cansou de escrever e Allie cansou de esperar notícias. Após 7 anos Allie se envolve com outro homem, e marca o casamento.

 

Noah retorna da Guerra e, ao chegar na pequena cidade, logo fica claro que a paixão ainda não acabou. O Amor ainda era recíproco, e Allie precisou escolher entre o noivo e seu primeiro Amor.”

Bonito, sensível e irresistível, o enredo faz parte do filme “Diários de uma Paixão”, 2004, EUA.

Com certeza muitas pessoas pensam:

Será que é possível viver uma relação tão intensa e duradoura, assim como no filme?

Em uma época em que relações começam de forma rápida e terminam de forma mais rápida ainda, é possível conhecer o Amor e vivê-lo eternamente?

Eu respondo que SIM! O amor eterno existe.

É possível viver uma história de amor igual aos filmes?

Suponho que você deve ter se assustado com minha afirmação e pensa que esse Amor não existe.

Então, antes que eu justifique e escreva sobre o sentimento que nos une, que é a única razão de estarmos todos juntos, que é a nossa busca para darmos sentido à vida, vou lhe fazer uma pergunta simples, pura reflexão:

Estamos em um mundo cada vez mais conectado, onde dificilmente os olhos se encontram, onde o fim de um relacionamento ocorre por mensagens, e o início também, onde se emenda um relacionamento no outro, onde a diversão está em primeiro lugar.

Te convido a refletir: quanto tempo você tem se dedicado, oferecido, entregue ao seu relacionamento, para conhecer a outra pessoa verdadeiramente, buscando uma conexão autêntica?

O amor

O Amor pode ser eterno ou não, porque não damos tempo a nós mesmos para descobrir isso e muitas vezes não temos coragem de prosseguir.

Nessa identificação existem vários sentimentos que devem ser mantidos dentro do compromisso da união.

Então, quando eu digo que sim, o amor eterno existe, estou levando em consideração que, na união todos os demais sentimentos estarão aflorados e presentes na relação.

Sem essa sustentação, o grande instrumento de aprendizado e evolução que temos, que é o relacionamento, fica fragilizado, e consequentemente o tempo para construção do Amor se esgota, ou não se mantém.

O Amor quer que você seja o seu melhor e que seja inteiro

Ele quer que esse seu melhor se relacione com o outro, seguindo em comunhão.  E se não for possível manter essa comunhão, o seu amor se manterá eterno até que os outros sentimentos se mantenham em uma via de mão dupla.

Não existe fórmula mágica

O caminho é respeitar os valores e o nível de consciência do outro se quisermos uma relação duradoura e com significado.

É necessário descobrir o outro todos os dias e, para isso, é necessária muita dedicação. É preciso entregar seu amor incondicionalmente, amparado esses sentimentos, desta forma ele será fortalecido e não haverá nada que interrompa vivê-lo.

Amor próprio, cumplicidade, confiança, afinidade, respeito, cuidado, conquista, sexualidade, amizade, verdade, senso de humor, admiração mútua, lealdade e liberdade: nosso desafio é amar uns aos outros com a única condição de preservar a comunhão vital para a permanência do amor.

O amor deverá e irá ficar porque ele quer ficar: quando não existir nada na relação contra ele.

Ercília Canali
http://www.erciliacanali.com.br/

Confira também: Carência ou Amor?

Ercilia Canali é especialista em desenvolvimento afetivo e profissional.Consultora de carreira para planejamento do Percurso Profissional diante da história de carreira e de vida, desenvolvimento de competências, transição de carreira e resiliência no ambiente de trabalho.Criadora do programa de atendimento Percurso Afetivo, metodologia de atendimento para mulheres, com foco na aprendizagem de lidar com sentimentos e superar acontecimentos como: infidelidade, traição, separação, dependência emocional, dificuldade de se relacionar, medo e solidão.Mentora de mulheres para resgate de Autoestima e Amor Próprio.Idealizadora e facilitadora do Círculo Afetivo, – encontro de mulheres com compromisso umas com as outras de apoio, respeito, escuta e conexão, com o objetivo de promover o desenvolvimento humano.Certificada Professional Coaching, Self Coaching e Coaching Generativo, pelo Centro Nacional de Coaching – Cenacoaching; Practitioner SOAR – Soar Advanced Certification Program Presential, – Analista Comportamental, em Flórida Christian University – FCU (USA); Practitioner PNL – Programação Neurolinguística, pelo Centro Nacional de Coaching – Cenacoaching; Pós-graduação em Gestão e Desenvolvimento de Consultoria Interna em Recursos Humanos pela Fundação Armando Álvares Penteado – FAAP; MBA em Gestão Estratégica de Pessoas pela FAAP. Graduada em Serviço Social pelas Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU; Membro do Grupo de Estudo e Trabalho dos Profissionais de Recursos Humanos das Agências de Publicidade de São Paulo; mais de 30 anos dedicados a área de gestão de Recursos Humanos.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa