A trajetória da borboleta

Uma abordagem do ser humano integralmente, com ênfase nos conceitos dos sintomas físicos e estado emocional, e pelo qual identifica padrões de realidade que se repetem: as emoções de sobrevivência.

Dando sequência à associação do Coaching (e suas técnicas) com diferentes formas de abordagem na área de saúde, hoje quero comentar de experiência pessoal recente e muito agregadora, que foi conhecer uma terapeuta do corpo e da mente, como se define a Vanessa Piunti. Ela é autora do livro A trajetória da borboleta, editado no ano passado. O subtítulo do livro é “como sair do casulo e voar ao encontro dos nossos sonhos”, expressão bem literária para algo que os Coaches buscam contribuir para a satisfação dos seus Coaches. Quem quiser saber mais sobre o livro ou do processo que vou abordar deve acessar o site da autora.

Como eu tenho o prazer de valorizar especialmente os profissionais que nunca param de investir no próprio aprendizado e desenvolvimento (inclusive científico), vale informar que o currículo da Vanessa é tão vasto que mal caberia no espaço todo que eu tenho reservado para o artigo. Então, vou resumir dizendo que ela é formada em fisioterapia, fisiopatologia, acupuntura (na China), kinesio tapping, auricoloterapia (na França), radiestesia, leitura biológica, homeopatia, psicologia e PNL, e por aí vai. E também é sócio-fundadora da Associação dos Fisioterapeutas Acupunturistas do Brasil.

Fundamentalmente, o livro descreve o processo que a Vanessa desenvolveu a partir de uma conjugação “corpo e mente”. Ela aborda o ser humano integralmente, com ênfase nos conceitos dos sintomas físicos e estado emocional que o cliente descreve, e pelo qual identifica padrões de realidade que se repetem (as emoções de sobrevivência). Em seu trabalho, ela tem um conjunto de ferramentas para ajudar uma pessoa a sair desse padrão e alcançar equilíbrio e bem estar.

O que chama bastante a atenção no método personalizado da Vanessa é a diferença de postura comparativamente ao que muitas vezes ocorre nas relações paciente-médico (ou outro profissional de saúde), quando o conhecimento técnico gera rapidamente um aconselhamento (e eventualmente vem acompanhado de uma receita de medicamento). Com ela, percebe-se a todo o tempo que o foco está em motivar o paciente a reconhecer “o momento em que a casa atual (metáfora do casulo) não serve mais e é fundamental ganhar um novo mundo, nova vida e voar ao encontro de novos valores e conquistas, deixando para trás o fardo desnecessário de algo de que se era refém”.

As sessões de trabalho da Vanessa seguem bem próximas das mais efetivas metodologias de Coaching e PNL, tornando a pessoa um centro de autodescobertas. Cada pessoa tem sua própria bagagem emocional e, a partir dela, orienta-se (consciente ou inconscientemente) para uma percepção de realidade e, com isso, administra os eventos que acontecem em sua vida. O  objetivo então passa a ser o de contribuir para que cada pessoa encontre a própria capacidade de alcançar  aquilo que entende por felicidade, deixando para trás as crenças e dores que a limitam.

Agindo como perfeito Coach e estimulando a pessoa a “cutucar” de frente os seus problemas e dores, o processo que atua no corpo e na mente alcança um espaço especial para o cliente (ou paciente, como preferem alguns). Ele percebe que seus conflitos não são o centro da existência, e mesmo que em ziguezague, tornam-se portas de saída para novas trajetórias, mudanças de conceitos e de critérios no novo cotidiano. Na minha avaliação, o aspecto que esse processo estimulante de reflexão consegue alcançar, com o apoio de terapias consagradas, está em a pessoa identificar e enfrentar culpas e dores que persistem em fazer parte dos pensamentos do dia a dia.

Finalizando, quero deixar claro que eu não estou neste espaço para fazer publicidade profissional de qualquer pessoa. O que eu com prazer faço no blog é trazer ao conhecimento dos leitores os trabalhos interessantes que identifico na esfera internacional. Portanto, jamais deixaria de apontar  e valorizar também algo que, além do próprio mérito, tem o carimbo de nossa nacionalidade brasileira.

Mario Divo Author
Mario Divo tem incrível experiência profissional, tendo chegado a meio século de atividade ininterrupta, em 2019. É PhD e MSc pela Fundação Getulio Vargas, com foco em Gestão de Negócios, Marcas e Design, Marketing e Comunicação Corporativa. Tem formação como Master Coach, Mentor e Adviser pela Sociedade Brasileira de Coaching e pelo Instituto Holos. Consultor credenciado para aplicação do diagnóstico meet® (Modular Entreprise Evaluation Tool), Professor e Palestrante. CEO e Coordenador Executivo da plataforma Dimensões de Sucesso, acumulando com o comando da MDM Assessoria em Negócios. Foi Diretor Executivo do Automóvel Clube Brasileiro e Clube Correspondente da FIA – Federação Internacional do Automóvel, no Brasil. Foi titular do Planejamento de Comunicação Social da Presidência da República (1997-1998) e, anteriormente, comandou a Comunicação Institucional da Petrobras. Liderou a Comunicação Institucional e a Área de Novos Negócios da Petrobras Internacional. Foi Presidente da Associação Brasileira de Marketing & Negócios, Diretor da Associação Brasileira de Anunciantes e, também, Conselheiro da Câmara Brasileira do Livro. Primeiro brasileiro no Global Hall of Fame da Aiesec International, entidade presente em 2400 instituições de ensino superior em 126 países e territórios, voltada ao desenvolvimento das potencialidades das jovens lideranças em todo o mundo.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa