Anúncios

A seriedade não pode ser esquecida

Você convive com pessoas sérias? Certamente elas exemplificam a integridade de caráter que trazem consigo. Você trabalha em instituições sérias? Como conquistar essa vida leve e correta? O...

4531
4531

Um pai percebe que seu filho adolescente ofende uma garota da mesma idade durante uma festa de aniversário. Ele observa um pouco mais até que eles se afastem e vai ao encontro dela. A convida para sentar à mesa da família e conversa com ela por alguns minutos.

O filho percebe a situação e repreende o pai de uma forma exaltada: “O que você pensa que está fazendo com esta vagabunda na nossa mesa?”. Educadamente o pai se desculpa com a garota, pega o filho pelo braço e pede para que os seguranças o retirem da festa. Aplausos são ouvidos ao redor…

Na manhã do dia seguinte o pai leva o filho para uma conversa sobre o ocorrido. Ele apresenta as origens dos comportamentos escolhidos e as consequências daquilo que ele havia feito. Combinara com a garota para que ela também estivesse presente… Deixou os dois conversando e retornou para casa.

Um líder de uma equipe de trabalho avisa que há um programa de bonificação oferecido pela organização. Esse será pago se um determinado conjunto de resultados for alcançado. Ele mostra que monitorará o empenho individual e afirma que fará a distribuição dos valores apenas àqueles que atingirem as metas acordadas.

Passado o prazo oferecido pela organização o chefe procede com as transferências bancárias e convida a todos para uma breve reunião. Parabeniza a equipe e diz que esse programa pôde mostrar o envolvimento daqueles que procuraram meios para conseguir o combinado.

De um total de vinte pessoas, dezoito ficaram na sala após a reunião. Eles questionaram o líder sobre o não recebimento do bônus. Prontamente receberam como resposta: ”Vejam os resultados individuais nestes relatórios”. Houve um silêncio na sala e dezesseis deles saíram. Os dois que ficaram pediram uma segunda chance e ouviram a resposta: “Ela virá no próximo quadrimestre”.

A gestão acadêmica de uma escola tradicional convidou os professores para uma reunião. Ela explicou que precisaria da compreensão de todos devido à impossibilidade de aumentar os salários naquele momento. Explicou também que teria que aguardar de um a dois anos para rever este posicionamento.

Parte dos professores concordou de pronto. Outra parte não e pediu alternativas às perdas salariais que viriam. A gestão se posicionou e trouxe opções via programas de capacitação docente com participação voluntária. Houve o aceite e a vinda de um grande número de docentes.

Percebendo esta iniciativa a instituição buscou: empréstimos bancários e a diminuição da inadimplência. Conseguiu valores equivalentes à reposição salarial daquele ano. Os professores foram comunicados e promoveram um encontro com os gestores para agradecer o comprometimento com a comunidade docente.

Você convive com pessoas sérias? Certamente elas exemplificam a integridade de caráter que trazem consigo. Você trabalha em instituições, organizações sérias? Acredito que elas valorizam a pessoa-profissional e as metodologias humanizadas. Como conquistar essa vida leve e correta? O que você faz para isto?

A pessoa que goza da seriedade escolhe não causar qualquer dano ao outro. Vive a vida que escolheu viver e opta por objetivos alinhados com propósitos vindos do coração; alicerçados nas crenças e nos valores que lhe fazem bem. Ela dedicou esforços e recursos às vivencias das competências relacionais.

Acredito que a seriedade não é esquecida quando: apreciamos mais e desejamos menos; sentimos mais e pedimos menos; não impomos nosso conjunto de regras ao outro; escolhemos a felicidade e o respeito mútuos. Concordo que para alcançarmos essas práticas é preciso muito querer e treino!

Como você amplificaria a seriedade em cada contexto ora apresentado? Quais outras situações você sente que ela não pode ser esquecida?

Leandro Alves da Silva é Gerente de Desenvolvimento Humano Organizacional na First Peopleware e atua desde 2011 em Coaching-Mentoring-Counseling, palestras e treinamentos customizados. Doutor em Educação pela FEUSP e Master Coach pelo BCI.
follow me
Anúncios
Neste artigo
Leandro Alves da Silva é Gerente de Desenvolvimento Humano Organizacional na First Peopleware e atua desde 2011 em Coaching-Mentoring-Counseling, palestras e treinamentos customizados. Doutor em Educação pela FEUSP e Master Coach pelo BCI.
follow me

 

Confira abaixo suas publicações:


Participe da Conversa