fbpx

A Regulamentação da Educação Financeira no Brasil – Saiba Tudo

ABEFIN intensifica busca da regulamentação da atividade profissional da Educação Financeira no Brasil. A ausência dos ensinamentos de como utilizar o dinheiro em todas as fases da vida é a verdadeira causa do desequilíbrio financeiro da sociedade brasileira.

A Regulamentação da Educação Financeira no Brasil - Saiba Tudo - ABEFIN - DSOP

ABEFIN intensifica busca da regulamentação da atividade profissional da Educação Financeira no Brasil

O que fazer com o desequilíbrio financeiro da sociedade brasileira? Temos 95% de endividados. Pense, todo mundo que tem um cartão de crédito ou conta a pagar (energia, água, celular pós-pago), tem uma dívida. Em outras palavras, quase toda a população está endividada, destes, aproximadamente 70 milhões de inadimplentes, e apenas 8% têm previdência complementar.

Aposentados e pensionistas do INSS em sua quase totalidade não são sustentáveis financeiramente. Eles dependem ou de parentes e amigos ou continuam trabalhando para manter seus padrões de vida.

Neste cenário que nos encontramos não podemos mais fechar nossos olhos e dizer que está tudo bem. Também não podemos permitir com que as pessoas e famílias continuem a combater o efeito de seus problemas financeiros, buscando pelo crédito não consciente, se endividando mais a cada dia, até chegar então à inadimplência.

Sem contar com os desperdícios e excessos de gastos nos lares brasileiros e consomem grande parcela dos ganhos (até 50%). Tudo isso somado a volta da inflação que corrói a moeda Real (R$) e assim faz com que precisemos de mais dinheiro para manter nosso padrão de vida.

É importante ressaltar que não devemos olhar somente para aqueles que se encontram em situação de inadimplência, com nome sujo. Aqueles que têm dinheiro guardado, chamados investidores, estão perdendo poder aquisitivo devido aos seus investimentos não reporem a perda real inflacionária.

Para combater a verdadeira causa, o analfabetismo funcional do dinheiro, gerado pela ausência dos ensinamentos de como utilizar o dinheiro em todas as fases da vida, ficou evidenciado que seria preciso mais do que ter ações pontuais e isoladas.

Por isso, em 2012, foi criada a Associação Brasileira de Profissionais da Educação Financeira (ABEFIN). A ABEFIN tem como propósito buscar pela regulamentação dos profissionais de Educação Financeira no Brasil e, além disso, criar as políticas necessárias para que o tema não se misture com as finanças pessoais.

Por anos o tema administração do dinheiro foi tratado de forma errada e até marginalizada. O resultado é uma realidade em que milhões de brasileiros não conseguem, de fato, controlar de forma consciente seus recursos financeiros. O erro já ocorre no conceito do tema, porque a maioria das pessoas não percebe que é um conteúdo relacionado a comportamento, primordialmente. E não à matemática e contas.

A Educação Financeira tem seu embasamento nas ciências humanas. Foca no comportamento, atitude e hábitos de como lidar com o dinheiro. Entende que este é um meio e não um fim.

Como podemos ensinar uma nova disciplina, um novo jeito para combater essa situação se não tivermos especialistas, profissionais habilitados? Por isso a ABEFIN tem como missão de trazer a Educação Financeira embasada em ciência e devidamente comprovada academicamente. Validando assim os profissionais habilitados em diversas especialidades.

Em comparação com a medicina, posso afirmar que a Educação Financeira não pode ser tratada como uma clínica geral. São necessárias especialidades e por isso dividimos os profissionais em: Terapeuta Financeiro, Educador Educacional, Educador Empresarial, Educador de Investimentos e o Educador Financeiro. Cada uma dessas especialidades com os seus devidos fundamentos.

Ainda dentro das divisões, dentro das atividades profissionais, a ABEFIN classifica em duas categorias: o Profissional de Negócio e o Profissional Acadêmico.

O Profissional de Negócio, devidamente formado por associação credenciada e com metodologia científica, é aquele que em suas especialidades está capacitado para atender as pessoas e famílias independentemente de suas situações financeiras (superendividado, endividado, equilibrado financeiramente ou investidor).

Já os profissionais acadêmicos (graduados, pós-graduados, mestres e doutores em Educação Financeira) possuem a grande responsabilidade de serem os professores desses conhecimentos desde o ensino básico ao superior.

Estou à frente dessa organização, pois vejo fundamental estruturar ações em relação ao tema para uma real mudança na realidade de milhões de brasileiros. Para poder introduzir algo novo dentro de hábitos antigos, a ABEFIN traz então como conceito da Educação Financeira:

“Educação Financeira é uma ciência humana que busca a autonomia financeira, fundamentada por uma metodologia baseada no comportamento, com o objetivo de construir um modelo mental que promova a sustentabilidade, crie hábitos saudáveis e proporcione o equilíbrio entre o SER, o FAZER, o TER e o MANTER, como escolhas conscientes para a realização de sonhos e necessidades.”

A ABEFIN além de buscar a regulamentação e credenciar os profissionais da Educação Financeira de Negócio e Acadêmico, traz em sua missão outras importantes atuações, como por exemplo:

  • Desenvolvimento de sua própria revista científica, onde recebe os trabalhos científicos acadêmicos lato e stricto senso sobre Educação Financeira;
  • Desde 2019, por meio do Comitê de Seguros e Previdência, gerido pelo associado Educador Financeiro Jusivaldo Almeida Santos, foi constituída a ABEFINPREV. Uma previdência privada devidamente registrada na Previc, em parceria com a Mutoprev. Tem o objetivo de fomentar o hábito de poupança, para uma aposentadoria sustentável para associados e para os colaboradores de mantenedores e, com um diferencial importante, a ABEFINPREV estende seus benéficos a pais, filhos e netos, garantindo assim a sucessão dessa nova cultura junto aos sucessores;
  • Projeto Lei protocolado, em novembro de 2021, na Câmara de Deputados com objetivo de regulamentar a atividade profissional no Brasil. Visa a constituição dos Conselhos Federal e Estaduais de Educação Financeira. E com isso consolidar e garantir que a atividade não se perca, ficando desacreditada;
  • Em janeiro de 2022 a ABEFIN protocolou na França, sede da OCDE – Organização para Colaboração e Desenvolvimento Econômico – na busca do reconhecimento e da unificação universal do conceito de Educação Financeira. Elaborou um dossiê evidenciando os últimos quinze anos de Educação Financeira, praticada no universo do comportamento e hábitos com a comprovação acadêmica e científica. O dossiê também foi protocolado na CVM – Comissão de Valores Imobiliários;
  • Há mais de 5 anos lançou o Projeto 1° Livro, são mais de 30 novos autores de Educação Financeira já lançados. Neste ano, já em fase de publicação mais uma obra com mais dez novos autores, estimulando mais literaturas sobre esse importante tema;

  • Parceira com Instituições de Longa Permanência de Idosos – ILPI, em 2020, a convite do Ministério da Família Mulher e Direitos Humanos, com assinatura de convênio que contou com a presença do ilustríssimo Presidente da República Jair Messias Bolsonaro e da então Ministra Damares Alves, em solenidade no Palácio do Governo, para que capacitasse os gestores administrativos e financeiros das mais de 2 mil ILPIs. Ação essa executada em janeiro de 2021, com o apoio da DSOP Educação Financeira, por meio de pesquisas das situações financeiras das instituições e curso desenvolvido conforme as necessidades das mesmas, levando a Educação Financeira tanto para gestão financeira quanto para a vida pessoal e familiar desses gestores;
  • A ABEFIN tem a sua capilaridade ampla, com seus 26 presidentes estaduais, hoje atuantes na disseminação da Educação Financeira junto as suas regiões;
  • Diversos comitês foram criados para focar em necessidades, dentre esses destacamos, por exemplo, o Comitê da Mulher. Encabeçado pela terapeuta financeira Luscimeia Reis, presidente da ABEFIN-MG, que devolve ações específicas para esse grupo. Temos também uma forte atuação política, por meio do Educador Financeiro Cicero França ABEFIN-CE, que vem estruturando diversas ações junto as prefeituras do Ceará.

Sempre é importante ressaltar que não se constrói uma nova atividade que não tenha história vivenciada e comprovada. A ABEFIN está à frente dessa nova atividade de Educação Financeira e a cada dia se consolidada, representando assim os profissionais de Educação Financeira no Brasil.

Convido todos, independentemente de qualquer profissão que exerça, a se tornar um associado mantenedor. Some seu talento para disseminarmos juntos essa importante missão de construir e levar para as próximas gerações uma vida saudável e sustentável financeiramente.

Gostou do artigo?

Quer saber mais sobre a ABEFIN e a regulamentação da atividade profissional da Educação Financeira no Brasil? Então, entre em contato comigo. Terei o maior prazer em receber você.

Um grande abraço,

Reinaldo Domingos
Contador e PhD em Educação Financeira
https://info.dsop.com.br/empreendedores-de-sucesso-franquia

Confira também: A mentira por trás do poder de compra do Real

 

Reinaldo Domingos é PhD em Educação Financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira. Está a frente do canal Dinheiro à Vista, é colunista do de diversos meios de comunicação. Autor de diversos livros sobre o tema, como o best-seller Terapia Financeira e o livro Empreender Vitorioso.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa