A conexão entre Coaching e Resultados Empresariais!

Dando ênfase na transparência, estratégia e impacto organizacional, a próxima geração de Coaching oferecerá novas oportunidades para medir o sucesso!

Amigos leitores, começamos agora nossa convivência em 2018. Vou procurar trazer ao espaço Dimensões do Sucesso, regularmente, conteúdos resultantes de pesquisas científicas e que apresentam proposições interessantes, como fazemos desde a origem da Cloud Coaching. A expectativa é que o processo de reflexão de cada leitor, a partir das postagens, gere perspectivas de aplicação e … “sucesso”.  A base do estudo do artigo de hoje foi publicada há 2 anos e é da criação do Dr. Stephen L. Cohen, Vice-Presidente da Right Management’s Manpower Group, em cujo portfolio de atividades o Coaching está bastante presente.

Afirma Cohen que, em um ambiente de negócios no qual a estratégia pode mudar rapidamente, e em que empresas globais precisam mostrar sensibilidade às condições locais, ainda que mantendo o alinhamento estratégico no mundo todo, o Coaching fornecerá valor somente quando envolver múltiplos públicos de interesse, perspectivas e dimensões. O modelo de intervenção que melhor atender o contexto organizacional representa o próximo estágio na evolução de sua arte e ciência, quando os compromissos de Coaching precisam ser descritos também com inclusão das perspectivas e competências de consultoria organizacional.

O encontro individual entre Coach e cliente continua a ser fundamental na definição dos objetivos do processo. Outras partes interessadas, no entanto, devem ser envolvidas em conta no processo. Essas outras partes incluem o gerente do cliente, que não só ajuda a definir as expectativas em torno do trabalho do profissional de Coaching, mas também assume a responsabilidade de criar um ambiente favorável que apoie o desenvolvimento e o sucesso pós-Coaching. Inclui também envolver gerência sênior e representantes de funções-chave como RH, que compartilham a responsabilidade de articular os objetivos estratégicos da organização e orientar o esforço de Coaching para que as agendas organizacionais de capacitação e estratégias estejam adequadamente alinhadas.

Mas como medir o sucesso? O Coaching, concentrando-se no desempenho individual, leva em grande medida a expectativa de que o aprimoramento das capacidades do cliente acabará por produzir resultados empresariais palpáveis. A Right Management realizou uma pesquisa com profissionais de recursos humanos, para a qual 46% dos entrevistados indicaram que não realizam rastreamento da eficácia do Coaching, enquanto apenas 14% realizam avaliações formais, tanto antes quanto depois do processo. Destes, cerca de 25% a 30% acompanham a satisfação do cliente e o efeito sobre o comportamento organizacional. Quanto ao conceito de retorno de investimento em Coaching, a pesquisa mostra que há uma média de 11% (ROI).

Finalizando, dando ênfase na transparência, estratégia e impacto organizacional, a próxima geração de Coaching oferecerá novas oportunidades para medir o sucesso uma vez definido um conjunto claro de metas pessoais do cliente e adicionando medidas de resultados empresariais. Determinadas de início, as métricas incluem avaliações de controle anterior e posterior, medem o desempenho tanto pela organização, quanto pelo cliente individual, chegando a progressos de unidades de negócios ou mesmo da empresa, como um todo. Com atenção sustentada para alinhar as metas de Coaching com os resultados empresariais desejados, e focado nas lideranças internas, esse modelo de ação trará mais resultados e retorno às organizações.

Mario Divo Author
Mario Divo tem incrível experiência profissional, tendo chegado a meio século de atividade ininterrupta, em 2019. É PhD e MSc pela Fundação Getulio Vargas, com foco em Gestão de Negócios, Marcas e Design, Marketing e Comunicação Corporativa. Tem formação como Master Coach, Mentor e Adviser pela Sociedade Brasileira de Coaching e pelo Instituto Holos. Consultor credenciado para aplicação do diagnóstico meet® (Modular Entreprise Evaluation Tool), Professor e Palestrante. CEO e Coordenador Executivo da plataforma Dimensões de Sucesso, acumulando com o comando da MDM Assessoria em Negócios. Foi Diretor Executivo do Automóvel Clube Brasileiro e Clube Correspondente da FIA – Federação Internacional do Automóvel, no Brasil. Foi titular do Planejamento de Comunicação Social da Presidência da República (1997-1998) e, anteriormente, comandou a Comunicação Institucional da Petrobras. Liderou a Comunicação Institucional e a Área de Novos Negócios da Petrobras Internacional. Foi Presidente da Associação Brasileira de Marketing & Negócios, Diretor da Associação Brasileira de Anunciantes e, também, Conselheiro da Câmara Brasileira do Livro. Primeiro brasileiro no Global Hall of Fame da Aiesec International, entidade presente em 2400 instituições de ensino superior em 126 países e territórios, voltada ao desenvolvimento das potencialidades das jovens lideranças em todo o mundo.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa