A arte de Liderar Pessoas: 7 práticas para ativar seu potencial! (parte final)

Confira as duas últimas práticas para ativar o potencial para liderar pessoas e aplicar sua capacitação na condução participativa junto às equipe.

2296
2296
potencial para liderar pessoas

A arte de Liderar Pessoas: 7 práticas para ativar seu potencial! (parte final)

Prezado leitor! Neste mês estou publicando as duas últimas práticas para ativar o seu potencial para conquistar ou aprimorar a Arte de Liderar Pessoas. Caso você não tenha lido as práticas anteriores, confira as práticas #1 e #2 neste link, as práticas #3 e #4 neste link e a prática #5 neste link.

Sexta Prática: Promoção da Potencialização Interna 

A palavra “potencialização” quer dizer “tornar a si mesmo ou a empresa mais forte, com mais potencial para gestão e mudanças”.

Essa potencialização significa sedimentar ou afixar as aprendizagens, obtidas na vida pessoal ou no exercício profissional.

Por exemplo, uma equipe pode se potencializar cada vez mais, na medida em ocorrem experiências de diferentes formas e matizes na empresa.

Periodicamente, a equipe pode se reunir, discutir e compartilhar as experiências. Esse processo se chama de “Learning Organization”, ou seja, “a empresa em estado de aprendizagem”.

Potencialização também tem a ver com gestão do capital Intelectual nas Organizações.

Ela tem duas finalidades principais: reter conhecimentos e informações na empresa e potencializar a empresa.

Assim, com cada vez mais aprendizagem, o Líder ou a Empresa se torna mais apto e capacitado na resolução de seu problema.

Precisamos nos atentar para a aprendizagem durante essas experiências para criar consistência.

É uma espécie de incorporação da aprendizagem – em outras palavras, é a Potencialização, cujo ápice ocorre mais no final de um ciclo, consolidando as experiências que tivemos desde o início.

A potencialização é semelhante a uma mola.

como ativar o potencial para liderar pessoas

Na medida em que aprendemos é como se comprimíssemos a mola. Ou seja, ela acumula força, chamada de energia potencial, que representa o que foi acumulado e que pode ser utilizado a qualquer momento.

Depois, como se largássemos a força compressora, ela faz um movimento súbito de expansão, indo além o ponto de repouso inicial.

Ou seja, assim é possível alcançar novos espaços ou novos patamares. É uma evolução, que nos faz ir além do ponto onde estávamos, fazendo novas coisas que anteriormente não éramos capazes.

como ativar o potencial para liderar pessoas

Nas organizações, é importante que haja potencialização das equipes e da empresa, com fortalecimento interno e bases sólidas para o futuro.

Essa potencialização pode ser feita por meio de reuniões de compartilhamento de experiências ou implantando um processo de Organização de Aprendizagem, Gestão do Conhecimento ou do Capital Intelectual.

As próprias atividades de Coaching e Mentoring funcionam como uma potencialização. Uma empresa precisa se tornar forte, ter capacidade suficiente para superar adversidades, de fazer mudanças ou mesmo de se reinventar.

É um aspecto da inteligência da liderança, adquirir um diferencial que pode ser praticado permanentemente e gerando uma evolução através de sucessivos saltos quânticos. 

O que é um salto quântico?

A imagem do salto quântico é bem interessante. O salto quântico acontece num átomo: quando um elétron vai acumulando energia de fora e, quando chega num determinado ponto, o elétron salta imediatamente para uma camada mais elevada ou mais afastada do núcleo do átomo.

como ativar o potencial para liderar pessoas

O mesmo pode acontecer conosco, de forma semelhante. Vamos acumulando informações ou entendimentos e parece que nada acontece, que estamos estagnados. Depois de um tempo, temos repentinamente um novo entendimento sobre um determinado assunto.

A Aprendizagem Profunda

Uma outra forma de potencialização é a utilização da Aprendizagem Profunda.

como ativar o potencial para liderar pessoas

A Aprendizagem Profunda é uma forma de consolidar experiências utilizando os três campos da mente, Hemisfério Esquerdo, Hemisfério Direito e Corpo Caloso.

A Aprendizagem pode começar por qualquer um dos campos, sendo levada para os outros dois, em seguida.

É um processo importante para nosso crescimento, desenvolvimento, qualificação, ativação de competências e também para nossa transcendência.

Pela Aprendizagem Profunda, o Líder Coach e Mentor pode incentivar o cliente a ampliar as capacidades e realizações.

Se começar pelo lado Racional, no hemisfério esquerdo, você adquire um novo conceito. Isso se dá na leitura de um artigo ou livro sobre uma nova metodologia de melhoria de qualidade, por exemplo.

Na sequência, pode-se levar esse novo conceito para o operacional, onde você colocará em prática o que aprendeu. Essa implantação terá uma influência no campo da consciência, gerando um novo clima, uma maior motivação, um melhor relacionamento e uma consciência da importância de melhor relacionamento.

Agora, começar seu aprendizado pelo operacional quer dizer que a ação será o ponto de partida. Cultivar uma horta, por exemplo, você consegue mudar seus conceitos durante a ação, interligando o restante do processo.

Ou ainda, podemos iniciar o processo pelo emocional, por meio da conscientização. Se você está caminhando na orla do mar, observa as ondas, os ventos, as estações e tem um insight que tudo se movimenta, que tem uma magia acontecendo a sua volta, isso muda seus conceitos – e também a sua forma de viver.

Sétima Prática: Gestão de Mudanças e Inovação

Um Líder precisa ter uma visão mais ampla da vida e das leis que regem a vida.

Isso significa que ele deve entender que vivemos uma natureza cíclica e não linear. Tudo se move e tudo se transforma o tempo todo.

São ciclos que começam e que necessariamente vão terminar, por um declínio natural ou por um rompimento súbito, geralmente provocado por uma influência externa.

Aqui temos um ponto importante: na fase de declínio de um ciclo, precisamos potencializar as experiências, para podermos iniciar a nova etapa que se aproxima, que deverá ser mais evoluída que a anterior.

Esse novo ciclo deve trazer inovação, que pode ser traduzida como a reinvenção da empresa. Ela se adéqua a um novo tempo comercial, mercadológico ou tecnológico, o que for necessário para os novos ciclos sejam reiniciados.

O que um bom líder faz é criar um ambiente favorável para que as pessoas se motivem a si mesmas. Para desenvolver esse ambiente, é necessário que o gestor conheça bem o que motiva sua equipe – lembrando sempre que as pessoas têm perfis diferentes e se motivam por fatores igualmente distintos.

É importante, também, lembrar que os subordinados têm diversos estilos de comunicações e isso exige que o líder adapte seu estilo para melhor se conectar com cada um do seu time. Para isso, o mais importante para os líderes é se conhecer. Só assim serão capazes de conhecer os outros.

Sem isso, a jornada da liderança nem começa – e certamente não chega a seu final.

O Instituto Holos

O Instituto Holos se dedica ao desenvolvimento de pessoas e organizações desde 1993. De lá para cá, nos tornamos experts na criação e aplicação de metodologias e ferramentas capazes de melhorar sua vida pessoal, relacional e profissional. 

Nossos cursos online e presenciais são peças-chave na formação de profissionais capacitados para aplicar Coaching, Mentoring e também Advice, tanto para outros clientes quanto para si mesmo. 

Fazemos isso usando uma abordagem humanizada, sistêmica e holística, de modo a compreender o ser humano como uma parte integrante do Todo. 

De fato, só podemos ser prestadios de Vida para as pessoas quando nos propomos a caminhar com elas em busca dos melhores meios de acessar essa Verdade Interior e instrumentá-las para facilitar esse caminho.

Marcos Wunderlich
https://holos.org.br

Confira também:
A arte de Liderar Pessoas: 7 práticas para ativar seu potencial! (parte I)
A arte de Liderar Pessoas: 7 práticas para ativar seu potencial! (parte II)
A arte de Liderar Pessoas: 7 práticas para ativar seu potencial! (parte III)

Marcos Wunderlich é Empresário e Presidente Executivo do Instituto Holos. Pioneiro do Coaching e Mentoring no Brasil, é referência nacional em Formação e Instrumentação de Mentores e Coaches no Brasil com abordagem holossistêmica e complexa, tem mais de 30 anos de experiência profissional. Consultor, palestrante, Master Coach e Mentor de Executivos. Mentalizador do Sistema ISOR® um conjunto instrumental científico-pedagógico de Desenvolvimento de Pessoas e Organizações com base na moderna ciência e neurociência, na milenar sabedoria humana e nas inovações da administração. Filiado ao ICF – International Coach Federation. Consultor CMC – Certified Management Consultant credenciado pelo IBCO – Instituto Brasileiro de Consultores de Organização em convênio com o ICMCI – International Council of Management Consulting Institutes. Formado e pós-graduado na área tecnológica, tem várias formações no campo da Gestão e Humanidades,
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa



Loading cart ...