fbpx

A Amplitude da Sexualidade Humana

Este assunto gera muita polêmica, seja pela sua complexidade, pela falta de informações das pessoas e por questões religiosas e morais, mas a sexualidade não se limita apenas a masculino e feminino como muitos ainda teimam em classificar.

Este mês abordarei um assunto que gera muita polêmica, seja pela sua complexidade, pela falta de informações das pessoas e por questões religiosas e morais. A amplitude da sexualidade humana.

Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde: “A sexualidade é um aspecto central do ser humano ao longo da vida e inclui o sexo, gênero, identidades e papéis, orientação sexual, erotismo, prazer, intimidade e reprodução“.

Esta definição demonstra quão complexa e ampla é a sexualidade não se limitando a masculino e feminino como muitos ainda teimam em classificar.

São 4 os pilares da Sexualidade: sexo biológico, identidade de gênero, expressão de gênero e orientação afetiva/sexual.

O Sexo biológico é o conjunto de informações cromossômicas, órgãos genitais, capacidades reprodutivas e características fisiológicas que distinguem “machos” e “fêmeas”. Há também pessoas que apresentam características de ambos os sexos. São chamadas de Intersexos.

A identidade de gênero é a percepção íntima que uma pessoa tem de si como sendo do gênero masculino, feminino ou de alguma combinação dos dois, independentemente do sexo biológico.

Percebe-se que é incorreto relacionar a identidade de gênero com a orientação sexual. Existem pessoas transexuais, por exemplo, que podem ser heterossexuais, homossexuais ou bissexuais, assim como acontece com as pessoas cisgêneros.

A identidade traduz o entendimento que a pessoa tem sobre ela mesma, como ela se descreve e deseja ser reconhecida.

  • Transexual – Pessoa que possui uma identidade de gênero diferente do sexo biológico.
    • Mulher transexual é aquela que nasceu com sexo biológico masculino, mas possui uma identidade de gênero feminina e se reconhece como mulher.
    • Homem transexual é aquele que nasceu com sexo biológico feminino, mas possui uma identidade de gênero masculina e se reconhece como homem.
  • Cisgênero – Pessoa cuja identidade de gênero coincide com o sexo biológico. Aquelas que são biologicamente mulheres e possuem identidade de gênero feminina ou biologicamente homens e possuem identidade de gênero masculina.

A expressão de gênero é como o indivíduo se apresenta na sociedade, sua aparência e comportamentos

A orientação afetiva/sexual é a atração afetiva e/ou sexual que uma pessoa manifesta em relação à outra, para quem se direciona, involuntariamente, o seu desejo. Existem três tipos majoritários de orientação sexual:

  • Heterossexual: Pessoa que se sente atraída afetiva e/ou sexualmente por pessoas do sexo/gênero oposto.
  • Homossexual (Gays e Lésbicas): Pessoa que se sente atraída afetiva e/ou sexualmente por pessoas do mesmo sexo/gênero.
  • Bissexual: Pessoa que se sente atraída afetiva e/ou sexualmente por pessoas de ambos os sexos/gêneros.
  • Assexual: Pessoas que não sentem atração sexual por outros.

Tudo isso são conceitos.

Certamente este é um tema bastante complexo e polêmico e tenho certeza de que enquanto alguns apreciarão o artigo outros me crucificarão. Não importa com qual lado você tenha se identificado. Se acredita, não acredita ou considera um assunto imoral, mas é essencial que haja o respeito e a empatia. Afinal, a essência do ser humano são as diferenças.

Pós-graduando em Direitos Humanos, Responsabilidade Social e Cidadania Global pela PUC RS, Pós-Graduado em Tecnologia Assistiva pela Fundação Santo André/ITS Brasil/Fundação Don Carlo Gnocchi (Itália/Milão). Pós-graduado em Psicologia Organizacional pela UMESP e Graduado em Psicologia pela UNIMARCO. Extensão em Gestão de Diversidade pela PUC (Trabalho final: “O impacto do imaginário dos líderes no processo de diversidade e inclusão nas organizações”), Credenciado em Holomentoring, Coaching e Advice pelo Instituto Holos. Formação em Coaching Profissional pela Crescimentum. Formado como analista DISC. Vivência de 30 anos na área de RH, em subsistemas como Recrutamento & Seleção, Treinamento, Qualidade, Avaliação de Desempenho e Segurança do Trabalho.Desempenhou papéis fundamentais em empresas como Di Cicco., Laboratório Delboni Auriemo, Wal Mart, Compugraf, Mestra Segurança do Trabalho. Atualmente é Diretor da TRAINING PEOPLE responsável pela estratégia e coordenação de equipe multidisciplinar especializada em temas como Diversidade, Liderança e Gestão, Vendas, Educação Financeira, Comunicação, Turismo e Segurança do Trabalho.É Vice Presidente de Diversidade e Inclusão e Líder do Comitê de Diversidade e Inclusão da ABPRH – Associação Brasileira de Profissionais de Recursos Humanos, Presidente e Fundador do Instituto Bússola Jovem, projeto social com foco em jovens de baixa renda que tem por missão transformar vidas através da Educação, Trabalho e Carreira. Colunista das Revista Cloud Coaching. Coautor do livro: Segredos do sucesso: da teoria ao topo – histórias de executivos da alta gestão e do livro Gestão Humanizada de Pessoas.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa