fbpx

7 Passos para uma Sessão de Coaching Transformadora

Confira um passo a passo, validado por vários coaches do Brasil e do exterior, para conduzir uma sessão de coaching poderosa – daquelas que transformam a vida das pessoas.

como fazer uma sessão de coaching

7 Passos para uma Sessão de Coaching Transformadora
Por Channa Sanches Vasco (*)

Mas o título do artigo também poderia ser: como manter parcerias duradouras que funcionam. Isso porque a autora do presente texto é uma grande amiga e parceira do mercado de Coaching. Eu senti falta de temas relacionados ao Coaching nesta coluna, e resolvi convidar a super master coach que também é empresária, instrutora e mentora de outros coaches, a pessoa mais profissional e competente que eu conheço, Channa Vasco, para escrever este artigo. Continue a leitura, porque vai valer a pena!

 

Então vamos lá aprender quais são os 7 passos para uma sessão de coaching transformadora.

 

Paula Quaiser

Hoje vou falar com você sobre o passo a passo, validado por vários coaches do Brasil e do exterior, para conduzir uma sessão de coaching poderosa – daquelas que transformam a vida das pessoas.

Graças ao que vou revelar aqui consegui elevar o nível das sessões, em que tanto eu como meu coachee saímos com aquela sensação gostosa de que valeu muuuuito a pena. Isso validado em mais de 8 mil horas de atendimento!

Com o tempo, o passo a passo se tornará tão natural que você nem vai perceber que o está usando! Sempre digo aos meus alunos de supervisão em coaching que a prática é a mãe da excelência!

Talvez o que você fez até agora foi trabalhar de forma intuitiva ou modelando outros tipos de atendimento, como de terapia ou consultoria.

Só que isso não funciona e, sem método, muitos coaches patinam porque seus coachees não estão engajados ou desistem no meio de programas de coaching.

Uma sessão de coaching bem-sucedida segue uma sequência de etapas bem claras. São padrões, baseados em experiências concretas, que proporcionam ao coach segurança no atendimento, foco na metodologia e coachees mais comprometidos.

Sempre digo que coach que não tem método tem medo de atender. É por isso que dedico a minha carreira a criar protocolos de atendimento seguros e ao mesmo tempo simples de aplicação imediata.

Mas e agora, por onde começar?

O protocolo da sessão de coaching transformadora funciona assim:

  1. Small Talking;
  2. Acompanhamento;
  3. Coaching Education;
  4. Desenvolvimento da sessão;
  5. Definição de Tarefas;
  6. Análise da Ecologia;
  7. Encerramento.

1. Small Talking

O primeiro estágio de uma sessão poderosa de coaching transformador é… o small talking! O termo em inglês fala de uma breve conversa de introdução. E pequena mesmo, viu?! Nada maior do que cinco minutos.

Bata um papo com o seu coachee, pergunte como ele está e o que aconteceu desde o último encontro. Quem sabe ele pode dizer que tudo está ótimo e está animado com as mudanças, ou contar que está meio mal e desconfortável.

O que importa nesse momento é se conectar, fazer um rapport de alma – um vínculo de empatia em que você entra no mundo de alguém, prioriza essa pessoa e deixa claro que você a entende.

Caso você não passe por essas etapas iniciais, o cliente pode desistir do processo por não se sentir conectado com o coach. E para que esse contato seja verdadeiro, você precisa estar 100% presente.

É o momento de silenciar sua mente e se desligar do celular, das redes sociais e de qualquer outra preocupação. Enquanto o coachee fala, esteja exercitando sua escuta ativa: ouça com os cinco sentidos. Cada detalhe de sua postura, suas expressões não verbais, tem de mostrar sua compreensão e atenção.

Para saber mais sobre como fazer rapport de alma, acesse >>>

2. Acompanhamento

Depois do Small Talking, vem a fase do acompanhamento, onde você checa com o coachee as tarefas que conseguiu ou não fazer. Não é o momento de redefinir as tarefas ou ver qual continuará ou qual será cancelada.

Apenas para saber mesmo sobre a evolução do coachee ao longo do processo. Para checar como está indo a jornada do seu cliente rumo à transformação.

Esta etapa também é bem curta… no máximo 5 minutos!

Agora vem a parte principal da sessão. Mas antes de aplicar uma ferramenta, uma sequência de perguntas poderosas ou outro exercício é sempre importante contextualizar e explicar a sua importância para o sucesso do processo de coaching.

3. Coaching Education

A etapa do Coaching Education é exatamente essa explicação sobre como vai funcionar a parte de desenvolvimento. Isso dá plausibilidade para a próxima etapa e o coachee compreende melhor como tudo está conectado e relacionado com a sua meta. Isso é fun-da-men-tal para garantir o total engajamento.

Se for direto para a ferramenta em si, você corre o sério risco do coachee não se entregar e não tirar proveito de todo o potencial de transformação do processo de coaching.

4. Desenvolvimento da Sessão

Agora sim, depois do Small Talking, do Acompanhamento e do Coaching Education, você e o coachee estão totalmente conectados e engajados no processo. Então é hora de ir para o auge da sessão que é o desenvolvimento da sessão.

No Desenvolvimento da sessão você aplica de fato o que aprendeu nas formações de coaching ou em outras áreas afins para promover a transformação na vida das pessoas.

É a etapa que amo de paixão. É quando ajudamos de fato o coachee a se aproximar da transformação desejada.

Tem alguns casos que são tão impactantes que ficam marcados. Como é a sessão que conduzi com um empresário que tinha a empresa com uma dívida milionária e próximo da falência.

Com uma sequência de perguntas poderosas nós identificamos os ativos que a empresa tinha e daí ele percebeu que tinha a licença para participar de uma série de licitações – e que isso tinha um grande valor no mercado.

Então ele saiu com a tarefa de identificar empresas que queriam participar de licitações, mas não tinham as licenças necessárias.

Resultado: fechou uma parceria, conseguiu sanar as dívidas da empresa e ainda colocou um dinheirinho extra no bolso!

Não é incrível o poder transformador de um processo de coaching?! Como não se apaixonar por isso…

Por isso que desde 2012 faço coaches garantirem a transformação na vida das pessoas, usando um método validado para ter segurança no atendimento e viver bem de coaching.

5. Definindo as próximas tarefas

Depois do desenvolvimento da sessão partimos para a fase final, definindo as próximas tarefas.

Agora sim, você pode retomar as tarefas anteriores e definir se dá continuidade a elas ou não. Após o desenvolvimento também surgem novas tarefas. É importante sempre checar se o coachee está comprometido com a execução das tarefas.

É aquela famosa perguntinha: “de 1 a 10, qual comprometido você está com essa tarefa?” Se a nota for menor que 8, faça outra pergunta “O que você pode fazer para aumentar esta nota?”

Isso é importante para checar o nível de engajamento e fazer os ajustes necessários.

6. Análise da Ecologia

Passando essa fase, é o momento de analisar a ecologia das tarefas.

Não … ecologia aqui não tem nada a ver com natureza, etc…

Tem a ver com o meio ambiente em que o coachee está inserido. É a família, os colegas de trabalho, amigos e todas as pessoas que estão diretamente relacionadas às tarefas definidas.

Como elas serão impactadas caso as tarefas sejam feitas? Elas vão aprovar, desaprovar, resistir…?

Isso é muito importante porque, por exemplo, se a realização de uma tarefa impactar negativamente o marido, é muito pouco provável que a coachee se engaje nela, afinal não vai querer se indispor com alguém tão importante para ela.

Por isso é importante analisar como as pessoas impactadas podem reagir e, se identificar alguma resistência, definir o que pode ser feito para reduzir essa objeção.

7. Encerramento

Agora vamos para a fase final… o encerramento. Tal como o Small Talking essa fase é importante para fortalecer a conexão coach-coachee e motivar para a ação.

Reforce com o coachee como a sessão foi impactante, relembrando os pontos mais relevantes apontados durante o encontro. Isso é importante para que ele perceba o quão transformadora foi a sessão.

Viu como ter em mãos um passo a passo, com a estrutura lógica de atendimento, vai facilitar muuuuito a sua vida e fazer com que suas sessões sejam mais poderosas e transformadoras?

E esse é só o protocolo de atendimento de uma sessão transformadora. Você ainda pode aprofundar tendo o protocolo de atendimento do programa de coaching completo. Mas isso é tema para outro artigo.

Agora fiquei curiosa…. escreve aqui nos comentários contando como este artigo ajudou você a conduzir uma sessão de coaching com mais segurança, garantindo a transformação na vida das pessoas.

#Gratidão por tudo e com meu carinho de sempre.

(*) Channa Sanches Vasco é preparadora de coaches, autora do livro Manual do Coach de Excelência e criadora do Protocolo de Atendimento para coaches.

Paula Quaiser
http://www.paulaquaiser.com

Confira também: 15 ótimas maneiras de ganhar dinheiro em 2020

 

Paula Quaiser é graduada e pós-graduada em Marketing. Master Coach e Canvas, certificada nacional e internacionalmente. Idealizadora do método Canvas Coaching. Eterna viajante e nômade digital. Palestrante internacional, em mais de 10 cidades pelo mundo. Indicada ao prêmio Bid-Star Awards 2018 (Genebra, Suíça) em qualidade de inovação. Coautora dos livros: “Business Model Teams” e “O Fator-E: O empreendedorismo como forma de transformar pessoas e empresas”.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa