.Perdoar! Ô tarefa difícil!

Publicado em 09 de abril de 2018

A maioria de nós acredita que quando perdoamos estamos dando algo para o outro, estamos sendo bonzinhos e ele pode continuar a nos prejudicar. Ficamos felizes quando o outro que nos rejeita ou nos prejudica leva um tombo. Mesmo sem admitir, lá no fundo da alma, o que acontece com o outro tem lá seu gostinho de vingança. Aí lhe pergunto: Você fica feliz por quanto tempo quando isso acontece? Depois passa e aquela dor continua dentro do seu peito e você fica neste círculo vicioso, acreditando que um dia tudo vai passar e você vai deixar de sentir essa dor.

Bem, sinto lhe dizer, mas a única maneira de você deixar de sentir essa dor é perdoando. Alguns escritores, como Rossandro Klinjey, Desmond Tutu e Dr. Fred Luskin, mostram a diferença entre o que é perdoar e o que não é perdoar. E para sairmos desse labirinto, é importante que primeiro conheçamos essa diferença.

O que não é perdoar:

  • perdoar não é ser bonzinho com a grosseria do seu amigo, parceiro, colega, familiar;
  • perdoar não é esquecer, como se não tivesse acontecido nada de doloroso;
  • perdoar não é aceitar o comportamento ruim;
  • perdoar não significa que ter que voltar a ter um relacionamento com o outro;
  • perdoar não significa que você tenha que abrir mão de lutar por justiça ou reparação;
  • perdoar não significa ter que abrir mão de se sentir ferido;
  • perdoar não é diminuir, negar ou aprovar o ocorrido;
  • perdoar não é ser conivente com atitudes e comportamentos que vão contra seus valores;
  • perdoar não significa que não possa ficar com raiva por ter sido magoado ou maltratado;
  • perdoar não significa ser condescendente com atitudes e comportamentos das pessoas que amamos;
  • perdoar não é permitir o erro;
  • perdoar não é esperar um pedido de perdão;
  • perdoar não é confiar novamente.

O que é perdoar:

  • perdoar tem a ver só com você mesmo e com mais ninguém;
  • perdoar é evitar que sua força seja ferida;
  • perdoar é assumir o que você sente naquele momento e ser responsável por isso;
  • perdoar é se superar, e ao outro;
  • perdoar – aprende-se a criar esse músculo;
  • perdoar é ter total controle sobre seus sentimentos;
  • perdoar nos deixa mais felizes, melhora nossa saúde física, mental e emocional;
  • perdoar é tornar-se protagonista de sua história, e não ser vítima dela;
  • perdoar é uma escolha sua;
  • perdoar é viver o hoje e o agora;
  • perdoar é reconhecer que foi ferido.

Segundo Freud, às vezes para dar uma falsa ideia de abrandar o ego, recorremos à racionalização. Dessa forma acreditamos que nos libertamos do erro sem nos sentirmos culpados.

Quando buscamos o perdão, desejamos liberar nosso coração. Não esperamos que o outro faça o mesmo. Às vezes pedimos perdão sem jamais reencontrar a pessoa, porque somos nós que precisamos nos libertar dessa dor.

Eu perdoei o ladrão que me roubou no mês de janeiro e isso não significa que não tenha feito um BO ou uma reclamação no restaurante. Nunca mais coloquei meus pés lá, e quando alguém me pede uma referência do estabelecimento, conto minha experiência e digo que não recebi nenhum apoio do estabelecimento. Nesse caso, levei a público, porque outras pessoas poderiam sofrer a mesma coisa. E perdi a confiança neste restaurante. A confiança é construída degrau a degrau e pode ser destruída num estalar de dedos. E para resgatá-la será necessário passar por um processo de reconstrução e só você poderá saber se isso é possível ou não.

Estudos indicam que as pessoas que conseguem perdoar têm menos problemas de saúde, ficam mais bem-humoradas e com isso diminuem o índice de doenças cardiovasculares.  Aquelas que culpam as outras por seus problemas estão mais sujeitas a doenças. As pessoas que aprendem a perdoar percebem menos sintomas físicos causados pelo estresse.

Na medida em que você perdoa, também perdoa a si mesmo e ao outro e deixa de sentir angústia.

Vamos exercitar o perdão? Comece por si mesmo... conceda-se o autoperdão!

Bibliografia:

TUTU, Desmond. O livro do perdão. Rio de Janeiro: Valentina, 2015.

LUSKIN, Fred. Aprenda a perdoar e tenha um relacionamento mais feliz. São Paulo: Ediouro, 2008.

KLINJEY, Rossandro. Autoperdão: o aprendizado necessário.  Goiânia: FEEGO, 2015.







banner-busca-coach
Curta nossa Fan Page
Revista Coach Me
Pack Autodesenvolvimento
Twittadas Cloud Coaching
banner-busca-coach
banner-cloud-educacao
banner-pinterest
Depoimentos
"Parabéns pelo feito mais que merecido! Vcs têm trazido informações de qualidade, agregando não só a minha vida profissional, mas tb pessoal. Sucesso!!!"
Juliana Garbossa
"Parabéns para a equipe Cloud Coaching ! Acompanho diariamente os posts."
Luciana Furquim
"Parabéns! O conteúdo tem sido bastante interessante!"
Priscila Vidal
"Parabéns pela ideia. Os conteúdos são realmente muito bons. Que seja uma trajetória de ainda mais sucesso."
Rafael van Emelen
"Muito bom! Parabéns equipe Cloud! Já estou com vocês! Abraços!
Ana Cris Tina
"Cloud... Para já conversarmos: amo seus vídeos de motivação, são injeções de ânimo para a Vida. Parabéns pelo magnifico trabalho!!! Vocês são maravilhosos, postagens magníficas, videos, ah! eu acompanho todos. Tenham certeza absoluta que o trabalho, o empenho de vocês, são motivo de vida para muitas pessoas. Continuarei ouvindo todos que chegarem até minha página SIM e não é um elogio apenas, é o meu Aplauso à dedicação de vocês a nos ajudar a superar os embates que a vida nos apresenta. Me faz um bem danado!!! Que Deus os abençõe sempre e tenham um excelente final de semana!!!
Maria Terezinha Barbieri




FAÇA PARTE DA LISTA
CLOUD COACHING DO SUCESSO!


Por que algumas pessoas têm sucesso e outras não?
Algo de diferente elas têm! Será que elas têm simplesmente sorte?
Faça parte da comunidade de pessoas de SUCESSO e descubra!!!
Mais de 100.000 pessoas já se inscreveram e você?
​Vai ficar fora desta?

Inscreva-se agora mesmo e ganhe uma
Revista Coach Me inteiramente grátis!!!


Por favor, aguarde...



Muito obrigado!!!

Sua inscrição foi realizada com sucesso.
Em breve você receberá no e-mail cadastrado
o link para download de sua
Revista Digital Coach Me!

Um abraço da
Equipe Cloud Coaching
Por favor, preencha corretamente os campos!
E-mail inválido!
Ooops aconteceu um erro, tente novamente!
banner-coachme-

Você que segue nossa fanpage no Facebook não pode ficar fora dessa!
Quer se desenvolver pessoal e profissionalmente, sem deixar de lado sua qualidade de vida? Quer dar um gás na sua motivação e produtividade?
Então baixe agora mesmo o seu examplar da Coach Me e mude sua vida!
Basta clicar na imagem acima e você será redirecionado ao IBA, o portal de revistas digitais da Editora Abril.