A biologia de Nietzsche sem aspas

Publicado em 10 de dezembro de 2018

Considero a professora Scarlet Marton a maior autoridade em Nietzsche da América Latina. Foi com ela que aprendi a dar atenção para a “fisiologia” de Nietzsche, a “biologia” de Nietzsche. Utilizei desses conhecimentos para escrever livros e artigos sobre o corpo, em especial o meu O corpo de Ulisses (Escuta, 1995), um estudo sobre a concepção de corpo na filosofia de Adorno e Horkheimer.

A parte mais interessante da concepção de corpo de Nietzsche, e que Scarlet Marton utiliza para fustigar a leitura que Heidegger faz do filósofo do grande bigode, é aquela na qual o nosso corpo aparece como uma pluralidade, não uma unidade. Somos um “conjunto de seres vivos”, diz Nietzsche.

Heidegger afirma que Nietzsche se insere no âmbito de uma metafísica, em especial a “metafísica da subjetividade”. Segundo Heidegger, o que Nietzsche faz nada muda de substancial, e que ele apenas troca, no âmbito da subjetividade, a mente pelo corpo, mantendo o centro da ideia de sujeito como peça unificada, propícia para uma metafísica.

Scarlet Marton, por sua vez, entende o pensamento de Nietzsche não como metafísico, mas como uma cosmologia. Na busca de evitar a interpretação heideggeriana, diz que, na sua leitura, Nietzsche não aparece como quem mostra o corpo como um sujeito, um equivalente da mente. O corpo em Nietzsche é um elemento plural, um “conjunto de seres vivos” que não detém nem uma razão e nem uma vontade unificadas, unidirecionadas e postas a serviço de um projeto intencional. Não haveria aí, portanto, um sujeito propriamente dito, na figura do corpo.

Até aí, então, a filosofia de Nietzsche permanece como filosofia. Sua biologia do corpo ou suas considerações fisiológicas seriam como narrativas sem respaldo científico. Aliás, um respaldo científico desnecessário, claro. Mas, se lemos o artigo de Helio Schwartsman na Folha, “Os quatro Tombos” (11/11/2018), começamos a ter de pensar em tirar as aspas das palavras “biologia” e “fisiologia” de Nietzsche.

Baseado em Virovolution de Frank Ryan, Schwartsman fala das funções de vírus e bactérias em nossos comportamentos. A conclusão é estarrecedora, e colabora com os descentramentos já feitos por Copérnico, Darwin e Freud: “Alguns pesquisadores já sugerem que seria mais adequado pensarmos em nós mesmos como superorganismos do que como indivíduos isolados.

Acrescenta-se assim, aos 30 trilhões de células humanas, algo como 39 trilhões de bactérias.” Assim, o estudo vai muito além do que até então advogávamos quanto ao nosso pertencimento à “terra”, ou seja, a evidência de que a mitocôndria era um animal independente que foi absorvido. Trata-se de algo mais efetivo, mais direto, menos uma questão de fossilização, digamos assim. O que Ryan mostra realmente nos leva à ideia nietzschiana de corpo não como uma visão filosófica propícia ao combate contra a metafísica, mas a uma hipótese científica que, enfim, poderá mudar toda nossa biologia e até mesmo nossa medicina.

Daqui uns anos poderemos ver nas matérias escolares, na disciplina biologia, não só Darwin, mas Nietzsche.







banner-busca-coach
Curta nossa Fan Page
Revista Coach Me
Pack Autodesenvolvimento
Twittadas Cloud Coaching
banner-busca-coach
banner-cloud-educacao
banner-pinterest
Depoimentos
"Parabéns pelo feito mais que merecido! Vcs têm trazido informações de qualidade, agregando não só a minha vida profissional, mas tb pessoal. Sucesso!!!"
Juliana Garbossa
"Parabéns para a equipe Cloud Coaching ! Acompanho diariamente os posts."
Luciana Furquim
"Parabéns! O conteúdo tem sido bastante interessante!"
Priscila Vidal
"Parabéns pela ideia. Os conteúdos são realmente muito bons. Que seja uma trajetória de ainda mais sucesso."
Rafael van Emelen
"Muito bom! Parabéns equipe Cloud! Já estou com vocês! Abraços!
Ana Cris Tina
"Cloud... Para já conversarmos: amo seus vídeos de motivação, são injeções de ânimo para a Vida. Parabéns pelo magnifico trabalho!!! Vocês são maravilhosos, postagens magníficas, videos, ah! eu acompanho todos. Tenham certeza absoluta que o trabalho, o empenho de vocês, são motivo de vida para muitas pessoas. Continuarei ouvindo todos que chegarem até minha página SIM e não é um elogio apenas, é o meu Aplauso à dedicação de vocês a nos ajudar a superar os embates que a vida nos apresenta. Me faz um bem danado!!! Que Deus os abençõe sempre e tenham um excelente final de semana!!!
Maria Terezinha Barbieri




FAÇA PARTE DA LISTA
CLOUD COACHING DO SUCESSO!


Por que algumas pessoas têm sucesso e outras não?
Algo de diferente elas têm! Será que elas têm simplesmente sorte?
Faça parte da comunidade de pessoas de SUCESSO e descubra!!!
Mais de 100.000 pessoas já se inscreveram e você?
​Vai ficar fora desta?

Inscreva-se agora mesmo e ganhe uma
Revista Coach Me inteiramente grátis!!!


Por favor, aguarde...



Muito obrigado!!!

Sua inscrição foi realizada com sucesso.
Em breve você receberá no e-mail cadastrado
o link para download de sua
Revista Digital Coach Me!

Um abraço da
Equipe Cloud Coaching
Por favor, preencha corretamente os campos!
E-mail inválido!
Ooops aconteceu um erro, tente novamente!
banner-coachme-

Você que segue nossa fanpage no Facebook não pode ficar fora dessa!
Quer se desenvolver pessoal e profissionalmente, sem deixar de lado sua qualidade de vida? Quer dar um gás na sua motivação e produtividade?
Então baixe agora mesmo o seu examplar da Coach Me e mude sua vida!
Basta clicar na imagem acima e você será redirecionado ao IBA, o portal de revistas digitais da Editora Abril.